sábado, 24 de julho de 2010

As estrelas do mar

Uma vez, perto de uma praia, morava um grupo de estrelas numa grande pedra. Cada dia Deus se lembrava delas e lhes dava seu alimento, o único que as estrelas tinham que fazer era: Ficarem na pedra para que o mar não as levasse para lugares desconhecidos. Certo dia a comida começou a escassear, algumas estrelas receosas e avarentas preocuparam-se com a sua porção de alimento, juntaram-se para expulsar as mais fracas entre as estrelas e assim o fizeram. Depois disso o alimento não faltava para ninguém, porém, novas estrelas apareceram trazidas pelo mar. Aquelas estrelas avarentas ao saberem disto, começaram a inventar novas regras sobre a pedra, não consultaram a Deus sobre isto e elas começaram a dominar, escolheram um único lugar para comer, fora deste ficou proibido para todas as demais estrelas; a intenção de tudo isto era ter o controle total sobre o alimento na pedra e mais tarde ter o controle sobre toda a pedra.  O que Deus tinha dito no começo para todas as estrelas foi: - Cada uma de vocês cuide que sua companheira receba a sua porção diária, não comam demais. Também disse: - Seria bonito que agradeçam a cada novo dia.
 
Algumas estrelas cansadas da comida na pedra deixaram-se levar pelas ondas, umas sumiram no mar, um tanto destas foram parar na praia onde pessoas as recolheram e estas estrelas morreram logo, sem ter comida. Umas poucas voltaram para pedra de novo. Só voltaram para desunir ainda mais às estrelas que tinham ficado na pedra; já que algumas aceitavam o seu retorno sem nenhum incômodo e outras não. As que simpatizavam com a ideia de aceitá-las não queriam entender que aquelas estrelas nem se desculparam com o grupo, elas tinham ofendido a comida quando decidiram ir embora e, acima da comida a aquele que a providenciou por todo esse tempo. Outra vez não haviam consultado a Deus.
 
Nas noites de céu sem nuvens, as estrelas se arrumavam o melhor que podiam e rogavam a Deus que lhes levara por acima do mar até o céu para que estejam perto dele. Deus respondia: Se vocês querem que faça isso deixem que as outras estrelas comam aquilo que roubaram delas. Depois de receber esta resposta as estrelas não pediam por esse desejo, pois era muito difícil para elas fazer isso. No entanto, na seguinte noite de céu sem nuvens voltavam a pedir a mesma coisa; várias vezes choravam, gritavam. Apesar disso recebiam a mesma resposta.  Passado um tempo, mais de duas estrelas foram comer em outro canto onde havia alimento mais gostoso e mais fresco; isto pareceu uma abominação para as velhas estrelas que estavam por ali, estas fizeram de tudo para expulsá-las e conseguiram. Mais uma vez não consultaram a Deus, mas Ele tem o controle de tudo.
 
Quem pensaria: - As que foram expulsas daquela vez, dia a dia comem alimento fresco e gostoso e dia após dia o alimento ganha um gosto melhor, porém as estrelas velhas continuam comendo o mesmo alimento delas, que não tem gosto, pois elas pisoteiam seu próprio alimento e depois disso comem e dão de comer às outras estrelas que estão com eles.

Autoria: C²

Nenhum comentário: